Seja Bem-Vindo!
Paróquia Senhor Bom Jesus

Praça Cônego Laurentino Álvarez, 79 - Vila Aparecida, Monte Aprazível, SP Tel: (17) 3275-1793

Notícias Gerais › 09/09/2017

Papa: “Obrigado pelo que me ensinaram esta noite”

Como tem feito desde sua chegada a Colômbia, também sexta-feira (08/09), o Papa cumprimentou um grupo de pessoas fora da Nunciatura Apostólica, aonde está hospedado em Bogotá.

Estavam presentes membros da Fundação ‘Vítimas Invisíveis’, que sensibiliza sobre o drama das vítimas, dando-lhes nome e voz, para que seus direitos sejam reconhecidos e a informação corrigida. A Dra. Diana Sofía Giraldo, Presidente da Fundação, dirigiu algumas palavras ao Pontífice.

A Associação ‘Caminhos de Esperança, Mães da Candelária’ também participou do encontro. Fundada em 1999, esta entidade assiste amigos e familiares de pessoas desaparecidas, sequestradas ou mortas durante o longo conflito colombiano.

O Papa dirigiu palavras de agradecimento a todos:

“Obrigado pelo ‘hospital de campo’; obrigado porque portas foram abertas e continuam sendo abertas. Obrigado por aqueles que se fazem coragem ao entrar, que olham para frente, querendo entrar e não sabendo como fazê-lo”.

“Obrigado por aceitar tanta privação, sabendo que ficou sem nada, e que mesmo se quis fazer algo, não conseguiu, mas proclamou diante de todos aquela frase que nunca esquecerei:  ‘Deus faz com que eu perdoe’”.

“Muitos ainda não conseguem perdoar, mas hoje, recebemos uma aula de teologia, de alta teologia: ‘Deus faz com que eu perdoe’.  Deixemos que Ele o faça’”.

“Toda a Colômbia deve abrir suas portas, como este hospital de campo o fez. E deixar que Ele entre e que Ele nos permita perdoar. Permitam-no: ‘Olha, eu não consigo… faça-o’”.

“A reconciliação concreta, com a verdade, a justiça e a misericórdia, pode ser realizada somente por Ele. Que Ele o faça. E nós aprenderemos com Ele a fazê-lo”.

                                  “Obrigado pelo que fazem, obrigado. E obrigado pelo que me ensinaram esta noite”.

Despedindo-se, antes de rezar a Ave Maria e abençoar todos, o Papa ainda lembrou que “aos pés da Cruz estava a Mãe, a quem extirparam o filho, viu a tortura e tudo. Que Ela acompanhe as mulheres colombianas e lhes ensine o caminho a seguir”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Horários das Missas VEJA +

Matriz:Terça à Sexta: 19h Sábado: 18h30 Domingo: 09h30 e 19h

Enquete
Aparecida 300 anos: Você já recebeu uma graça por intermédio da nossa padroeira?
Ver o resultado