PARÓQUIA
Senhor Bom Jesus

Praça Cônego Laurentino Álvares, 79, Centro, Monte Aprazível - SP Telefone: (17) 3275-1793

Notícias Gerais › 18/07/2016

Pampulha se torna Patrimônio Cultural da Humanidade

RV17635_Articolo

O Conjunto Arquitetônico da Pampulha, em Belo Horizonte, recebeu da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), neste domingo (17/07), o título de Patrimônio Cultural da Humanidade.

A decisão foi tomada pelo Comitê do Patrimônio Mundial da agência da ONU, durante sua 40ª sessão, realizada em Istambul, na Turquia.

Minas Gerais

Minas Gerais é o Estado brasileiro com mais sítios inscritos na lista da Unesco. O Conjunto Moderno da Pampulha se une à Cidade Histórica de Ouro Preto, ao Centro Histórico da Cidade de Diamantina e ao Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, localizado na cidade de Congonhas.

Segundo a Unesco, o Conjunto Moderno da Pampulha é de “grande significado para as gerações presentes e futuras da humanidade, pois representa um marco da história da arquitetura mundial e da história brasileira e das Américas”.

Ele é composto por quatro edifícios, pelo espelho d’água do lago urbano artificial e pela orla trabalhada com paisagismo.

Oscar Niemeyer

Os edifícios da Pampulha, construídos entre 1942 e 1943, abrigam a Igreja de São Francisco de Assis, o Cassino, atual Museu da Pampulha, a Casa do Baile, atual Centro de Referência em Urbanismo, Arquitetura e Design de Belo Horizonte, e o Iate Clube.

O projeto original foi desenvolvido pelo arquiteto Oscar Niemeyer e o paisagista Roberto Burle Marx. Outros grandes artistas também deram a sua contribuição para o Conjunto, dentre eles, o pintor Cândido Portinari.

Brasil

O Brasil possui agora 20 sítios inscritos na Lista do Patrimônio Mundial, sendo 13 patrimônios culturais e sete patrimônios naturais. Antes da Pampulha, o último sítio inscrito foi o Rio de Janeiro, paisagens cariocas entre a montanha e o mar, que passou a integrar a lista em 2012.

Arquidiocese

O Arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, recordou que a Igreja da Pampulha é símbolo da fé mineira.

“O anúncio da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) mostra que a eleição não poderia ter sido mais acertada, pois o Conjunto Arquitetônico da Pampulha é um dos primeiros complexos modernistas do mundo e a primeira grande expressão da importante obra do arquiteto Oscar Niemeyer. Se essa é uma expressão inequívoca do talento de um dos maiores mestres da arquitetura mundial, a presença da Capela de São Francisco de Assis como um dos elementos mais marcantes desse conjunto arquitetônico – símbolo de Belo Horizonte – é também testemunho vivo da história da fé mineira, enraizada na religiosidade”.

(MJ/Rádio ONU)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Horários das Missas VEJA +

Matriz: Sábado 18h30. Domingo 09h30 e 19h. Terça a Sexta 19h.

Enquete
Quais conteúdos vocês gostariam de ver no site paroquial?
Ver o resultado